Homeopatia

Homeopatia no Brasil e no mundo

Você sabia que a homeopatia, como um tratamento existe há mais de 200 anos? Não foi esquecida, pelo contrário, ela está mais atual que nunca, está oficialmente inserida no cenário mundial. Tudo começou com a prática desenvolvida pelo médico alemão – Samuel Hahnemann em 1779. No Brasil chegou em 1840 com o médico francês Dr. Benoît Mure. É considerada especialidade médica desde 1980 pelo Conselho Federal de Medicina, ou seja é preciso ser médico para ser homeopata. Foi incluída no SUS – Sistema Único de Saúde em 2006.
A Homeopatia é uma medicina mais humanizada que atua na prevenção e na promoção da saúde, ela estimula a própria pessoa a responder aos estímulos que causam danos ao organismo.

Entenda como a Homeopatia funciona:

A homeopatia se baseia no princípio da semelhança entre uma cura e a doença. A medicação estimula o organismo a reagir fazendo com que o corpo do próprio paciente cure a doença.
O tratamento requer a aplicação de pequenas quantidades de substâncias que, em grandes doses, causariam a uma pessoa saudável o desenvolvimento dos sintomas. Exemplo: quando cortamos cebolas, nossos olhos se ardem, esse mesmo efeito (ardor nos olhos) pode ser resultado de uma reação alérgica, ou seja, temos efeitos semelhantes: os olhos ardendo para a cebola que estamos cortando ou para uma rinite alérgica. Ao extrair princípios ativos da cebola e produzir medicamentos, os homeopatas tratam com sucesso um resfriado comum, rinite alérgica e conjuntivite. Este é o princípio da semelhança.
A proposta da homeopatia não é substituir antibióticos ou anti-inflamatórios convencionais, e sim oferecer uma abordagem complementar para prevenir e curar doenças.

Cuidados com o preparo dos medicamentos homeopáticos:

Um farmacêutico especialmente treinado é responsável pela preparação dos medicamentos homeopáticos que inclui diluição e dinamização. Ele combina uma parte de um material de partida e 99 partes de solvente – água destilada ou álcool. Esta é a primeira diluição. Então, uma parte da primeira diluição é combinada com 99 partes de um novo solvente. Esse processo é repetido várias vezes. Os medicamentos homeopáticos são emitidos em diluição (potência) na forma de grânulos, gotas ou comprimidos.
Uma dose é atribuída individualmente e pode ser alterada durante o tratamento.
As matérias-primas para medicamentos homeopáticos tradicionais são substâncias de origem vegetal, animal e mineral. Os medicamentos podem ser administrados em gotas, glóbulos, tintura mãe, papéis e injetável.

 

As principais vantagens da Homeopatia são:

  • Segurança
  • Uma abordagem individual para cada paciente
  • O uso de medicamentos em pequenas doses
  • A ausência de dependência e síndrome de abstinência
  • A capacidade de usar vários medicamentos ao mesmo tempo
  • A possibilidade de uma combinação de tratamentos tradicionais e outros
  • Tratamento para todas as idades, a partir do período fetal e neonatal

Me siga nas redes sociais